domingo, 13 de janeiro de 2008

Reflexão sobre nós

Curvando-me perante a vida, fluo num tremendo sentir, onde as palavras por vezes ignóbeis não fazem sentido para conseguir exprimir o que sinto. Este Amor... por tudo, por todos.
Por vezes dificil, de transmitir, e de fazer passar como mensagem, de fazer chegar ao outro.

Mas se eu dou... dou ... onde está a dificuldade?
O meu sentir é o mesmo, e... concluo o seguinte...
Se os outros são o meu espelho, e eu não consigo que esse meu amor chegue, então, é porque eles, os outros têm um bloqueio, e que necessitam de trabalhar esse bloqueio em si.
Se necessitam de trabalhar esse bloqueio em si, também eu, porque eles são o meu próprio espelho, certamente terei o mesmo bloqueio, que só se manifesta em alguns... similitudes vibracionais, talvez.

Muito bem, posto isto, só me resta a mim, trabalhar esse bloqueio em mim...
Ao trabalhar nesse sentir, e sempre com imenso amor, desfazendo esse nó que me acorrenta, curo-me, e melhor ainda! É que consigo curar o outro... libertando-me e libertando o outro.

E só isso... vale tudo!

(Paragem para reflexão: procurando os meus nós)

Sorrio daquilo que eu própria escrevi num ápice, agora que releio...
Bom, acho melhor ir mesmo trabalhar a desfazer nós, em vez de estar aqui a tricotar...

Onda Encantada

2 comentários:

canela_e_jasmim disse...

Parabéns por este surfar...sorrisos...talvez de identificação.
Também gosto de música francesa hehehe

ana disse...

Olá,

Simplesmente lindoooo!

Tu tens o poder dentro de ti...

Abre o teu coração e sente o poder que tens aí guardado.
Liberta esse amor, deixa-o fluir.

A energia é tão forte, vibrante e cheia de amor puro que eleva o nosso espirito.

O amor incondicional dá-nos o poder e a liberdade para ser quem realmente somos.


Amor, Paz e Sabedoria,
Elisabete